Eu, Tu e os meus sapatos

Vamos fazer bebés?

Um dia destes, a propósito de um estudo efectuado em Portugal, li por aí que as conclusões da dita análise reflectiam que a baixa natalidade em Portugal não é afinal resultado de quaisquer questões, dificuldades ou variáveis financeiras.

E confesso que isto me causou (e ainda causa) alguma celeuma interna.

Se não é verdade que onde comem três, comem quatro (porque não é), também não deixa de ser uma falsa verdade essa de que hoje se valoriza (em demasia) bens, produtos ou serviços desnecessários.

É verdade que sim, que os miúdos não têm de andar no colégio (não? há realidades em que é muito difícil fugir aos colégios). É verdade que sim, que temos um SNS muito bom. Sim, é muito bom quando somos assolados por uma qualquer doença grave com um prognóstico pouco simpático. Tratar uma gripe, uma otite ou qualquer uma das ites que frequentemente atacam os miúdos, já envolve toda uma burocracia pouco fácil e muito morosa para doenças de quatro ou cinco dias. Justificações e exemplos não faltam.

É verdade. Não é só por questões financeiras que não se fazem mais bebés em Portugal (estou desconfiada que não seja por não sabermos como os fazer!)… Mas, se formos ao cerne … Ver artigo completo no Blog

Sobre o Autor

aMulher

A equipa de aMulher.com

Deixe o Seu Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.