Economia cá de Casa

Etiquetas para as Compotas (e não só!)

Aqui por casa aproveitou-se o verão para se irem fazendo as compotas que costumam fazer parte dos cabazes de natal, bem como para se comerem aqui por casa.
Fez-se doce de tomate, de pêssego e maracujá, de amoras silvestres, de tomate, de figo e vinho do porto, framboesas, courgete e beterraba, curd de limão entre outros.
Depois de feitos e devidamente armazenados em frascos esterilizados há que colocar umas etiquetas a identificar o que é o quê. Acreditem que já meu aconteceu não saber que doce estou a abrir por não ter colocado etiquetas na altura. é que passado algum tempo, apesar de alguns serem facilmente identificáveis, outros são mais difíceis e facilmente se confundem…
Podem sempre optar pelo método antigo. Uma qualquer etiqueta de compra e uma caneta e toca a escrever que doce é e a data de fabrico.
Por aqui há já muito tempo que me deixei disso, e acabo sempre a imprimir as etiquetas em papel autocolante.
Todos os anos me pergunta dezenas de vezes onde e como faço as etiquetas. Basta fazerem uma pesquisa por “free printable lables” no google ou em qualquer outro motor de busca, que vos aparecem várias páginas de etiquetas prontas a serem impressas – … Ver artigo completo no Blog

Sobre o Autor

aMulher

A equipa de aMulher.com

Deixe o Seu Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.