Para Cozinhar

Coxas de Frango Marroquinas com Cenouras Assadas

Às vezes quase que me esqueço que tenho 38 anos. Não me sinto com 38 anos, ou como achava que me poderia sentir quando tivesse 38 anos. Mas sinto a maturidade em muitas das minhas decisões e nas escolhas que faço. Algumas coisas tornaram-se mais fáceis. Dizer que não. Mudar objetivos e projectos. Ser feliz com coisas mais simples. Valorizar o que é realmente importante. Ter uma maior percepção da realidade. A capacidade de análise e de auto-análise. Deixar passar.Por isso há coisas que, com a idade, se tornam naturalmente mais simples. E por se tornarem mais simples e descomplicadas ajudam-nos a focar noutras coisas mais importantes e de maior valor.É mais fácil perceber o que já não dá e ter a capacidade de fazer essa mudança. É mais fácil tomar decisões, principalmente quando temos definido o que queremos para a nossa vida. É mais fácil abdicar de coisas e de assumir que não podemos viver sem outras. Em suma, com a idade veio a maturidade. E a maturidade permite-me conviver melhor comigo mesma e com as minhas decisões, com os meus defeitos e com as minhas virtudes. Aos poucos a maturidade faz-me cada vez menos ter necessidade de me … Ver artigo completo no Blog

Sobre o Autor

aMulher

A equipa de aMulher.com

Deixe o Seu Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.