Para Cozinhar

Bacalhau com Alho Francês, Batata Doce e Natas

O desperdício alimentar é algo que realmente me incomoda, e já aqui falei algumas vezes nessa questão. Todas as semana faço algum trabalho de “gestão” alimentar, de forma a não comprar em excesso (nem em falta) e de conseguir usar as eventuais sobras e restinhos que há pelo frigorífico.Em semanas de “pós-workshops”, costuma sempre haver extras para gastar no frigorífico. Ou sobras de legumes, fruta ou de alguma carne ou peixe, queijos, ou natas. Não muita quantidade, porque também por aí faço uma gestão de não comprar mais do que o necessário para as receitas e número de participantes, mas há sempre sobras a necessitarem de serem gastas.Foi por isso que este bacalhau deixou de ser uma espécie de bacalhau à brás, para se tornar numa espécie de bacalhau com natas, porque havia uma embalagem de natas frescas no último dia da sua validade, e pelo sim pelo não houve mudança de ementa.Por aqui ninguém de arrependeu, porque ficou bastante bem. E um dia não são dias. (Vá e as batatas foram feitas no forno e não são fritas!)Nada como todas as semanas tirar tudo para fora do frigorífico para melhor analisar o que está a necessitar de ser consumido … Ver artigo completo no Blog

Sobre o Autor

aMulher

A equipa de aMulher.com

Deixe o Seu Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.