Noticias

Tradições de Natal estão a perder-se

As tradições do Natal estão a perder-se. São poucos os portugueses que ainda vão à Missa do Galo e ainda menos as crianças que acreditam no Pai Natal. Numa sondagem da TVI fica, no entanto, a saber-se que a maioria dos portugueses ainda faz a Árvore de Natal e segue à risca o ritual de abrir os presentes na noite de consoada.

Em casa, com pinheiro decorado, refeições recheadas e pouco religioso. É assim o Natal dos portugueses. A tradição deixou de estar na moda. Restam os pratos típicos e os presentes na noite de consoada.

Para a maioria dos portugueses, Natal que se preze é passado em casa para viver a noite de consoada. De entre os inquiridos, 64% escolhe a sua própria habitação, 32% opta pela residência de familiares e apenas uma minoria prefere outra solução, como por exemplo um hotel.

Tradição mais antiga que o próprio Natal, a árvore recolhe a simpatia da grande maioria dos inquiridos que opta por este tipo de decoração para levar o brilho do Natal a cada casa. Dos inquiridos, 84% admite decorar um pinheiro e quase 16% não cumprem este ritual.

A construção do presépio tem menos adeptos. Mais de metade dos inquiridos (58%) opta por esta representação do nascimento de Jesus enquanto 41% não segue esta prática.

Outra tradição que parece ter os dias contados é a Missa do Galo. Mais uma vez, o ritual religioso fica para segundo ou mesmo terceiro plano. Apenas 14% dos portugueses pretende ir à igreja na noite do dia 24 e 80% não vai mesmo à missa da meia-noite.

Dos entrevistados que admitiram ter um prato preferido no Natal, 71% escolhe o bacalhau com todos, 7% prefere o peru e quase 5% opta pelo cabrito assado. Presença igualmente obrigatória na mesa da consoada são as sobremesas típicas da época. As populares rabanadas recolhem a preferência de quase 20%, mas na lista das sobremesas seguem-se o Bolo Rei, com 13% e as filhós com quase 10%.

Com mesas tão recheadas nesta altura do ano, manter a dieta acaba pode tornar-se numa tarefa quase impossível. Talvez por isso, 80% dos portugueses deixam a dieta de lado na época de Natal. Apenas 19% insiste nas regras da boa alimentação.

O que não falta no Natal português são as prendas. Na resposta à pergunta «Será que os seus filhos ainda acreditam no Pai Natal?», a grande maioria, 78%, responde que «não». Apenas 20% diz que as crianças ainda esperam pelo velhinho que distribui os presentes.

Ainda assim, 71% dos entrevistados admite já ter vestido o papel de Pai Natal, enquanto 28% nunca fez essa brincadeira.

Sobre o momento escolhido para abrir os presentes de Natal, a maioria prefere o dia de consoada, 21% escolhe o dia de Natal e 5% vai desembrulhando à medida que recebe os presentes.

in TVI

 

Sobre o Autor

aMulher

aMulher

A equipa de aMulher.com

Deixe o Seu Comentário