Eu, Tu e os meus sapatos

Tempo meu. Tempo nosso.

30 dias.

Trinta dias desde que deixei de ser mãe em exclusivo.

E hoje foi o primeiro dia em que me senti dona do meu dia, das minhas horas, da minha agenda, da minha vida.

O balanço é mais do que positivo. O Rodrigo ainda precisa muito de mimo e de carinho (como qualquer bebé) mas eu estava a precisar muito de ser dona de mim outra vez. Felizmente reuniram-se as condições perfeitas. As minhas necessidades. Os timings legais. As necessidades dele. E os mimos de avó.

Estive no último mês perdida a correr. A fazer horários loucos e ainda assim sempre em falta. Aqui. Ali. Em todo o lado. Exausta. Esbaforida. Desorientada.

Hoje não. Hoje fui dona da minha agenda e do meu dia. Houve tempo para tudo. Para reuniões. Para ginásio. Para trabalhar. Para uma ida às compras. Para apanhar a Maria com calma.

Agora é hora de banhos e jantares.

E amanhã… Bem, amanhã logo se vê.

Baby steps.

… Ver artigo completo no Blog

Sobre o Autor

aMulher

aMulher

A equipa de aMulher.com

Deixe o Seu Comentário