Bla Bla Bla

Somos todos filhos do mesmo Pai?

As fotos do refugiados da Síria fazem-me pensar, muitas vezes, na sorte que eu tenho. Na sorte desgraçada que eu tenho. Nasci num país livre, sem guerras, que me permitiu ter uma infância feliz. Para mim o Mundo é um local maravilhoso. Nunca tive de me esconder ou fugir para não ser morta. Nunca vi ninguém ser morto à minha frente, nunca perdi familiares ou amigos graças a bombistas suicidas, nunca passei fome. A minha vida é um mar de rosas comparada com a destas pessoas. Às vezes parece que vivemos em planetas diferentes. Como é possível que no planeta em que eu moro existam pessoas numa situação tão diferente? Porquê que eu tive a sorte de nascer num país em que pude viver tranquilamente e eles nasceram num país onde têm de estar constantemente em alerta máximo? Porquê que há estas discrepâncias loucas?

É nestes momentos que questiono a existência de uma entidade superior. Durante os 9 anos que andei na catequese sempre me disseram que somos todos filhos de Deus… Mas pelos vistos não somos. Não somos porque um pai gosta de todos os filhos da mesma forma e pelos vistos Deus gosta mais de uns do que de … Ver artigo completo no Blog

Sobre o Autor

aMulher

aMulher

A equipa de aMulher.com

Deixe o Seu Comentário