Sexualidade

Será que o amor pode acabar?

sex2

sex2Foi realizado um estudo que mostra que o amor nem sempre acaba, dizem os entendidos que os sentimentos precisam de se  transformar para serem duradouros. Os cépticos acreditam que o casamento é o equivalente ao fim do amor, mas pesquisadores americanos dizem que é possível manter a paixão acesa mesmo depois de décadas. Este estudo publicado na publicação Review of General Psychology, mostra que o amor precisa passar por algumas fases para ser "eterno". Apenas 13% dos casais pesquisados mantiveram a mesma intensidade de paixão no início da relação. Os casais mais felizes do estudo foram aqueles que conseguiram equilibrar o romantismo com a amizade ao longo dos anos – escreve na revista a pesquisadora Bianca Azevedo, coordenadora do estudo feito na Universidade da Califórnia em Santa Bárbara. A pesquisa foi feita com 6 mil casais.

Muitas pessoas caem no erro de achar que o amor passional – aquele que causa paixão intensa, mas também insegurança e ansiedade – é a norma de uma boa relação. A pesquisadora afirma que a principal diferença entre pessoas que formavam um casal há muito tempo e os solteiros convictos era a vontade de cada um de se dedicar a uma relação amorosa.

 Algumas pessoas são mais empenhadas do que outras na hora de cultivar as suas relações pessoais. Para elas, é importante ter alguém por perto. Geralmente, elas costumam ter uma capacidade melhor de resolver conflitos e não desistem no primeiro obstáculo – completa.

Sobre o Autor

aMulher

aMulher

A equipa de aMulher.com

Deixe o Seu Comentário