Saúde & Beleza

Risco de cancro aumenta com a altura

cancrosfg

cancrosfg Segundo um estudo a cada dez centímentros a mais de altura, o risco de ter um dos dez tipos mais comuns de cancro aumenta em 16%. Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade de Oxford, as pessoas mais altas têm um maior risco de desenvolver cancro ao longo da vida. O estudo acompanhou 1,3 milhão de mulheres de meia-idade na Grã-Bretanha, entre 1996 e 2001. Entre as mulheres mais baixas (com menos de 1,52 m), foram registados 750 casos de cancro por grupo de 100 mil por ano, enquanto entre as de altura mediana (1,62 m) o número subiu para 850 casos de cancro, e no grupo mais alto (1,75 m), houve 1 mil casos. Os tipos de cancro que seriam afectados pela altura são de cólon, melanoma maligno, mama, útero, ovário, rim, linfoma, linfoma não-hodgkin e leucemia. Apesar de este ser um estudo feito nas mulheres também afecta os homens. Especialistas acreditam que a explicação pode estar na quantidade de hormonas de crescimento presentes na infância, que poderiam influenciar dois factores. O primeiro é o número de células. Pessoas mais altas têm mais células no corpo, logo há mais células que podem sofrer mutações, o que levaria ao cancro. Outra possibilidade é que as hormonas aumentem a taxa de divisão celular, o que aumentaria o risco de cancro. Mas os pesquisadores admitiram não saber ao certo a razão por trás dos resultados. Ainda assim os médicos garantem não existir um problema assim tão grande, pois as pessoas têm na sua maioria um tamanho médio. Têm sim de controlar o seu estilo de vida, como parar de fumar, beber moderadamente, manter um peso saudável e ter uma vida activa.

Sobre o Autor

aMulher

aMulher

A equipa de aMulher.com

Deixe o Seu Comentário