Dia dos Namorados Dias Especiais

Histórias de Amor famosas

love

love
O amor move o Mundo! Existem histórias de Amor fantásticas que se tornam imortais, aqui deixamos algumas que se tornaram celebres pelos seus personagens e pelo Amor exacerbado!

Cupido & Psique
Vénus (a mãe de Cupido) estava com ciúmes da grande beleza de Psique, uma jovem mortal, e ordenou que o filho a castigasse. Mas, ao ver tamanha beleza, Cupido apaixonou-se por ela. Algum tempo depois, Cupido casou-se com Psique e ergueu um castelo com um belo jardim, onde ambos viveriam o seu amor. Como Cupido era um deus e Psique, uma mortal, ela não podia olhar para o rosto do marido. Mas as suas irmãs, invejosas, acabaram por convencê-la a não aceitar essa ordem. Certa noite, Psique, curiosa, pegou numa lamparina e iluminou o quarto para ver Cupido adormecido. Ao ver que ele era tão belo, ela deixou cair sobre ele uma gota do óleo da lamparina, acordando-o. Cupido, então, teve de a castigar por tal acto. Partiu, levando consigo o castelo e o jardim, deixando Psique sozinha.
Psique, arrependida, decidiu lutar pelo seu amor e foi até ao templo de Vénus. A deusa da beleza deu-lhe, então, uma série de tarefas para cumprir, cada uma mais difícil do que a outra. Se Psique conseguisse realizá-las, teria de volta o amor de Cupido.
Depois de cumprir quase todas as tarefas, Psique recebeu as instruções para uma última: nessa teria de descer até ao Hades (a terra dos mortos) e colocar um pouco da beleza de Perséfone, a esposa de Plutão, numa pequena caixa que lhe fora dada. Ela não podia abrir a caixa depois de cumprir a tarefa. Mas depois de fazer o que era preciso, sentiu-se, de novo, curiosa e acabou por abrir o cofre; este continha não a beleza, mas sim um sono mortal que a dominou. Quando Cupido encontrou o corpo da esposa, ela já estava sem vida. Ele, então, valeu-se dos seus poderes divinos e retirou o sono mortal que
 preenchia o corpo de Psique, depositando-o de volta na caixa. Ao ver o seu grande amor de volta à vida, ele decidiu perdoá-la, assim como fez sua mãe, Vénus. Os deuses, comovidos pelo grande amor de Psique por Cupido, resolveram transformá-la numa deusa, para que ambos pudessem viver, por toda a eternidade, o grande amor que os unia.

Romeu & Julieta 
São provavelmente o mais famoso casal de todas as histórias de amor. Filhos de duas famílias rivais italianas (os Capuleto e os Montéquio), Romeu e Julieta apaixonam-se perdidamente.Como não podem assumir o seu amor por causa do ódio das suas famílias, resolvem fugir e casar às escondidas.O pior acontece quando, no meio de um elaborado plano que mete poções e muitos enganos, Romeu pensa que Julieta está morta, ele sem mais por que viver, suicida-se. Quando Julieta, que estava num estado de letargia, acorda e vê Romeu morto ao seu lado, faz o mesmo que ele.Dessa forma triste termina uma das mais belas histórias de amor.
Esta peça de peça de teatro de William Shakespeare continua a ser uma das mais famosas.

Cleópatra & Marco António 
Uma das mais famosas mulheres da História, Cleópatra VII, que viveu de 68 a.C. a 30 a.C., foi o último “faraó” do Egipto.
Apesar de a descreverem como uma sedutora, Cleópatra era muito religiosa, tendo mesmo iniciado os estudos para ser sacerdotisa.
Sabia muita Matemática e falava muito bem nove línguas, para além de ser boa governante e muito popular entre o seu povo.
Casou com o seu irmão mais novo, Ptolomeu, e tornou-se a amante do general romano Júlio César. Depois da morte deste, outro general romano partiu para o Egipto para alargar o poder de Roma, Marco António.
Os dois apaixonaram-se e o seu romance escandalizou toda a sociedade romana e preocupou os seus políticos que temiam perder poder que tinham no Egipto. No entanto, apesar de tudo, Marco António e Cleópatra casaram-se e planearam a conquista de Roma. No ano 31 a.C., o general romano Octávio destruiu as forças militares do casal na batalha do Actium. Depois de ouvir o boato de que Cleópatra havia morrido, Marco António “caiu” sobre a sua espada. Sem esperanças, Cleópatra fez uma áspide (uma pequena serpente muito venenosa) mordê-la! Terminavam assim quatro mil anos do império dos faraós e o Egipto passou a ser uma província romana.

Robin dos Bosques & Lady Marion

 Robin dos Bosques foi um herói lendário que roubava aos ricos para dar aos pobres. Com o seu bando de homens, Robin vivia na floresta de Sherwood, onde se escondia do xerife de Nottingham, que os tentava capturar sem êxito. Isto passou-se na Inglaterra medieval, quando o rei Ricardo Coração de Leão estava nas Cruzadas e o reino entregue ao príncipe João. Lady Marion é apresentada de forma diferente em várias baladas e histórias sobre Robin dos Bosques. Em algumas delas é uma rapariga saxónica que conhecera Robin durante toda a sua vida, noutras dizem que é uma dama da nobreza ou a pupila do xerife de Nottingham, que o espiava e contava os segredos a Robin. Por vezes é uma donzela em apuros, outras é uma hábil espadachim ou o cérebro por trás do bando de Robin…no entanto, em qualquer uma delas, Lady Marion é sempre o verdadeiro amor de Robin dos Bosques.
De acordo com as lendas locais, eles casaram-se na igreja de St. Mary, em Edwinstowe, e permaneceram felizes para toda a vida.

Sobre o Autor

aMulher

aMulher

A equipa de aMulher.com

Deixe o Seu Comentário