Dias Especiais Natal

Este ano coma os doces de Natal sem culpas

images(3)

Já começou a pensar na consoada de Natal e nos doces que vai preparar para a família? Para ceder aos sonhos, coscorões, filhós, azevias sem se zangar com a balança, adopte truques fáceis que tornam estes doces de Natal mais equilibrados. Com conta, peso e medida, ganhe em saúde sem perder no sabor!

o    Modere as quantidades! Lembre-se do que sobrou no ano passado e adeqúe as quantidades ao número de pessoas que vai estar presente na ceia de Natal. Lembre-se que as receitas tradicionais eram destinadas a famílias grandes, o que pode não ser o seu caso! Ao evitar as sobras vai poder retomar uma alimentação saudável e variada logo no dia seguinte!

o    Um dos segredos está na massa. Substitua metade da farinha refinada por farinha integral. E experimente trocar o açúcar refinado por açúcar mascavado. Por serem produtos menos processados mantêm uma maior riqueza nutricional.

o    Nas receitas que pedem leite, opte pelo leite magro. Já naquelas que levam natas coloque dois iogurtes naturais ou leite misturado com um pouco de farinha para o engrossar. Vai livrar-se de grande parte da gordura saturada, associada a um maior risco de doença cardiovascular, que encontramos nos produtos de origem animal.

o    As frituras exigem óleos 100% vegetais, resistentes, com um sabor neutro.. Os óleos de girassol ou amendoim, bem como os óleos alimentares das principais marcas, são boas opções já que permitem usufruir das suas principais propriedades nutricionais, preservando ao mesmo tempo o sabor dos alimentos.

o    A gordura retida nos alimentos fritos varia em função da dimensão do alimento: quanto maiores, menos gordura acumulam. Mas se fritar menos massa de cada vez, vai evitar ter de acabar uma enorme rabanada, que já a está a enjoar, só porque fica mal deixar no prato.

o    Não deixe que os alimentos absorvam muito óleo! Para isso basta ter atenção à temperatura de fritura (180ºC). É preferível usar óleo novo, que ainda não foi usado em frituras anteriores, pois não compensa poupar neste ingrediente se puser em risco o resultado final.

o    Tire o maior partido do óleo da fritura. Tape o recipiente quando estiver a fritar, evitando assim a exposição excessiva ao ar. Entre frituras, reduza a temperatura ou desligue a fritadeira. No final, escorra bem os alimentos e use o papel de cozinha para absorver o óleo vegetal a mais.

Lembre-se: O problema não está nos doces de Natal, mas nos excessos que se cometem. Veja quantas celebrações tem entre família, trabalho, amigos… e tente fazer no máximo uma ou duas refeições mais calóricas por semana. Não deixe a mesa posta entre o dia 25 e o final do ano, assim o Natal serão apenas dois dias e não quando o seu estômago quiser!


Maria Paes Vasconcelos
Nutricionista

Sobre o Autor

aMulher

aMulher

A equipa de aMulher.com

Deixe o Seu Comentário