Noticias

Dois terços das mulheres reclamam da sogra

Um estudo realizado com centenas de famílias americanas verificou que as mães têm muito mais probabilidades de ter divergências com as noras do que com os genros. Segundo informações publicadas no site inglês Daily Mail, quase dois terços das noras acusam as sogras de sentimentos “irracionais de ciúmes” em relação a elas.

Uma proporção semelhante das sogras queixaram-se de terem sido isoladas e excluídas com a entrada das noras na família.

Terri Apter – psicóloga do Newnham College, em Cambridge, que passou 20 anos pesquisando sobre as batalhas estabelecidas entre sogras e noras – entrevistou 49 casais e 156 pessoas, e pesquisou estudos anteriores para a publicação do seu livro “O que queres de mim?”.

Segundo a psicóloga, “Como elas lutam para obter a posição na família como a principal mulher, cada uma tenta criar ou proteger o seu estatuto e cada uma sente-se ameaçada pela outra.”

“O conflito entre sogra e nora frequentemente surge da impressão de que uma está criticando ou prejudicando a outra”, diz a pesquisadora. “Mas esta preocupação mútua pode ter menos a ver com atitudes reais do que com a persistência de ´normas´ do sexo feminino das quais poucas de nós conseguirmos nos livrar completamente.”

Estas ´normas´ incluem o facto de que as esposas são as responsáveis pela cozinha, limpeza da casa e bem-estar da criança e se sentem à mercê das críticas de uma mulher mais velha que já tenha tido essa experiência.

Além disso, muitas mulheres não conseguem quebrar os hábitos de infância, quando perdiam panelinhas para as rivais do recreio e utilizavam-se de subtis e indirectos insultos durante longos períodos de tempo.

Apter afirma também que uma das mulheres entrevistadas na sua pesquisa contou que começou a receber mensagens da sua futura sogra dois meses antes do casamento.

Jenny, de 26 anos, disse que numa das mensagens veio a seguinte ´advertência´: “O meu filho pensa em mim todos os dias, a cada minuto do dia, a cada segundo de cada minuto do dia.” Além de outras cartas contendo críticas e intromissões.

Outra entrevistada, Annie, de 64, queixou-se: “A minha nora é tão fria em relação a mim. Ela fica com ciúmes, faz de tudo para diminuir a atenção que o meu filho me dá e aproveita todas as oportunidades para minimizar a importância e a profundidade dos laços que ele tem comigo.”

De acordo com a psicóloga, 75% dos casais relataram ter algum tipo de problema com as sogras, mas apenas 15% dos relacionamentos sogra/nora ou genro foram descritos como sendo realmente difíceis.

A pesquisadora também chama a atenção para o maior número de piadas sobre as sogras entre os homens. Segundo ela, isso ocorre porque eles lidam com a tensão de maneiras diferentes das mulheres.

“As mulheres têm a esperança de que os homens possam encontrar uma maneira de tornar as coisas melhores. Elas sentem-se muito mal com o facto de serem incapazes de se entender com a sogra ou nora”, disse ela.

A melhor maneira de parar estas tão familiares desavenças é mostrar o apreço sincero entre si, segundo a psicóloga.

in DA

Sobre o Autor

aMulher

aMulher

A equipa de aMulher.com

Deixe o Seu Comentário