Saúde & Beleza

Dicas para não ter Varizes

images 10

images 10

As varizes, também chamadas de veias varicosas, são vasos sanguíneos dilatados próximos da superfície da pele das pernas.

Têm aparência desagradável e são um grave problema estético para as mulheres, além de causar fadiga, desconforto e dor. As veias finas que estouram nas pernas são menos nocivas e não provocam dor ou interferem na circulação. A causa exata das varizes não é conhecida, mas provavelmente elas sejam decorrentes de um enfraquecimento das paredes das veias superficiais que pode ser hereditária. Com o passar do tempo, essa debilidade leva as veias a perderem a elasticidade e a se distenderem. Ficar em pé por muito tempo ou inativo por longos períodos, forçar a região abdominal na gravidez, prisão de ventre crónica que leva a esforços para evacuar e o hábito de levantar peso podem levar ao surgimento das varizes. Durante a gravidez, os níveis hormonais se elevam, fazendo com que as veias da perna enfraqueçam, provocando o aparecimento de veias varicosas. A idade também é um fator que contribui para seu aparecimento. Conforme a pele envelhece, as fibras conjuntivas se tornam menos elásticas e não suportam as veias com graves. Apenas uma pequena percentagem das pessoas apresenta complicações como dermatite, flebite ou sangramento. A dermatite produz uma irritação na pele deixando-a avermelhada e com coceiras e os arranhões provocados pelo ato de coçar ou alguma outra lesão podem produzir uma úlcera dolorosa que não cicatriza. A flebite que é a inflamação da veia, pode ocorrer espontaneamente ou resultar de uma lesão e raramente causa problemas graves.

Juntamente com as varizes ocorre também a formação das teleangiectasias (aranhas vasculares), que são as veias fininhas e azuladas que en-feiam as pernas. Elas podem ser consequência da pressão do sangue nas varizes, mas também são resultantes de fatores hormonais e afetam mais as mulheres, sobretudo na gestação. As teleangiectasias podem ser tratadas com injeções.

As varizes são um problema mais estético que clínico, mas, se não forem cuidadas, aumentam com o tempo. Se o caso for mais grave, especialmente quando envolve dores nas pernas, o médico deve ser consultado.

Cuidados com as varizes:

Como as varizes não são curáveis, os cuidados visam apenas aliviar os sintomas, melhorar o aspecto e prevenir as complicações.

Meias elásticas – Comprimem as veias, evitando que elas dilatem e doam. Ajudam bastante a melhorar a circulação, mas não curam as varizes.

Elevar as pernas — Sempre que puder, eleve as pernas. Pode ser deitada com um travesseiro sobre as pernas, elevando-as acima do coração, ou sentada, com os pés apoiados num banquinho.

Como prevenir – Se existem casos de varizes na família, você pode ter tendência a desenvolver o problema e o melhor a fazer é prevenir.
Caminhar — Caminhadas regulares melhoram a circulação sem aumentar a pressão nas pernas. Se você já tem varizes, evite correr, pular, fazer aeróbica ou treinamento com pesos. As atividades de alto impacto podem causar dor e inchaço nas pernas.

Evitar ficar em pé – Muitas horas em pé ou sentada prejudicam a circulação.

Náo cruzar as pernas — Cruzar as pernas coloca pressão sobre as veias e agrava a situação.

Roupas e sapatos – Meias apertadas ou com elásticos na barriga da perna, cintas ou sapatos apertados comprimem o sangue e dificultam a circulação.

Peso saudável – Excesso de peso provoca o aparecimento de varizes.

Evitar a prisão de ventre – Fazer força no vaso sanitário pode fazer aparecer varizes ou agravar as existentes. Melhore a alimentação ingerindo fibras e alimentos que facilitem a evacuação.

Tratamentos

A escleroterapia é feita com a aplicação de injeções de um líquido esclerosante nas varizes que obstrui a circulação do sangue. O tratamento é demorado, mas não impede as atividades diárias, não exige anestesia e pode ser feito à medida que as varizes vão surgindo. A escleroterapia é bem eficiente para melhorar o aspecto estético das teleangiectasias. A cirurgia remove as veias varicosas completamente, mas não elimina a possibilidade de formação de novas varizes. Como as varizes atingem veias superficiais, a remoção não compromete a circulação do sangue. A cirurgia é feita com anestesia geral.
______________________________

Sobre o Autor

aMulher

aMulher

A equipa de aMulher.com

Deixe o Seu Comentário