Noticias

Descoberto o esqueleto de uma mulher

O esqueleto de uma mulher xamã que viveu há 12.000 anos foi descoberto no norte de Israel, anunciou nesta quarta-feira a Universidade Hebraica de Jerusalém, que supervisionou as escavações.

Uma equipe do Instituto de Arqueologia dessa universidade, dirigida pela doutora Leore Grossman, descobriu em Natufian, na Galiléia, os restos de uma mulher xamã ricamente adornados.

Entre os adereços encontravam-se  50 cascos de tartaruga, a pélvis de um leopardo, um pedaço da asa de uma água dourada, o rabo de uma vaca, dois crânios de pássaro e uma pata de javali.

O pé de um homem adulto também foi encontrado no lugar.

O comunicado indica também que dez grandes pedras foram colocadas sobre a cabeça, a pélvis e o fêmur direito da mulher, cujo corpo foi encontrado colocado, com os joelhos dobrado, contra o muro meridional do túmulo em forma oval.

Grossman explica que os métodos e o cuidado nos ritos funerários desta mulher revelam que ela ocupava uma lugar importante na sua comunidade.

Os adornos encontrados no túmulo podem provar que o seu grupo atribuía a ela relações mágicas com os animais.

Sobre o Autor

aMulher

aMulher

A equipa de aMulher.com

Deixe o Seu Comentário