Noticias

Busca do túmulo de Cleópatra

Um grupo de arqueólogos que há três anos faz escavações sistemáticas junto ao templo Tasposiris Magna, a oeste de Alexandria, afirma que poderá estar próximo de encontrar o túmulo conjunto de Cleópatra e Marco António.
A equipa, liderada pelo egípcio Zahi Hawass, e que conta com a participação da egiptóloga Kathleen Martinez, da República Dominicana, vai iniciar na próxima semana escavações nos três locais que foram identificados junto ao templo como podendo ser o do túmulo do famoso casal que há mais de dois mil anos protagonizou uma da história de amor e de poder que acabou tragicamente.

Para identificar os potenciais sítios do túmulo, os arqueólogos fizeram uma rastreio por radar de toda a zona envolvente do Tasposiris Magna, após uma série de achados reveladores, entre os quais se contam moedas com a efígie de Cleópatra e um busto da antiga rainha.

O templo Tasposiris Magna foi construído em honra da deusa Ísis na época greco-romana, e a equipa de arqueólogos tem trabalhado no local desde há três anos.

“Há evidências históricas, nomeadamente, nos escritos do cronista Plutarco, que indicam que Cleópatra e Marco António foram enterrados juntos”, explicou Kathhleen Martinez, citada pela AFP.

Em resultado do trabalho desenvolvido naquele local, a equipa já identificou, em 27 túmulos descobertos, dez múmias de nobres da mesma época. Para a equipa, isto é indicativo de que um deles pode ser o túmulo do casal.

Juntamente com as múmias, foram encontradas moedas com a efígie de Cleópatra e de Alexandre o Grande. Outras 22 moedas de bronze estão igualmente cunhadas com a face da rainha, numa vista de perfil.

Tanto estas moedas, como um busto de Cleópatra, igualmente encontrado no local, mostram que a antiga rainha do Egipto “era uma beldade”, segundo afirmou Zahi Hawass. “As moedas em que vê o seu rosto e pescoço desmentem as afirmações de certos eruditos que afirmam que ela era muito feia”, afirmou o arqueólogo. Em 30 a.C., Cleópatra e Marco António foram derrotados pelo imperador romano Octávio e suicidaram-se.

in JN

Sobre o Autor

aMulher

aMulher

A equipa de aMulher.com

Deixe o Seu Comentário