Entrevistas

Ana Rodrigues dos Hotéis Heritage Lisboa

hotel2

Hotéis de charme no centro histórico. A marca Hotéis Heritage Lisboa, detentora de cinco unidades de charme no centro histórico de Lisboa, “As Janelas Verdes”, “Heritage Avenida da Liberdade Hotel”, “Hotel Britania”, “Hotel Lisboa Plaza” e “Solar do Castelo”, surgiu em 1998, com o objectivo de promover hotéis localizados no centro histórico de Lisboa, em antigas casas ou edifícios históricos. Propriedade de famílias portuguesas, como Alves de Sousa, Cardoso e Duarte Fernandes, que se uniram para criar ambientes intimistas, onde tudo é pensado para vincar a ligação à cidade de Lisboa e seu património.
Entrevista a Ana Rodrigues Marketing Coordinator dos Hotéis Heritage Lisboa.

Quantos hotéis possuem em Lisboa?
A marca Hotéis Heritage Lisboa possui 5 hotéis de charme em Lisboa, são eles: As Janelas
Verdes, Heritage Av Liberdade, Hotel Britania, Hotel Lisboa Plaza e Solar do Castelo.

Cada Hotel é para um tipo de cliente em especial?
Os hotéis têm características muito próprias que os diferenciam e os tornam únicos. A
arquitectura, a história e a decoração são factores chave nesta diferenciação.

Cada cliente selecciona o hotel com que mais se identifica e de acordo com o objectivo
pretendido, se para lazer ou para uma estada de negócios. Cada hotel pode receber os vários
tipos de clientes, pois todos são tratados de forma personalizada.

Que tipo de parcerias possuem os Hotéis Heritage?
Os hotéis desenvolveram parcerias com empresas portuguesas, desde as ligadas à tradição até
às que representam o estilo de vida Lisboeta. Exemplo disso são as parcerias com a loja A Vida
Portuguesa e o exclusivo Silk Club.

Alguns famosos costumam ficar alojados nos vossos hotéis?
Sim, mas não divulgamos os seus nomes porque os nossos hotéis são escolhidos precisamente
pela descrição que procuram.

Já pensaram a possibilidade de expandir os vossos Hotéis até Sintra?
Actualmente estamos a apostar na cidade de Lisboa. Sintra tem características naturais e
históricas únicas, e sendo também uma cidade de charme, pode um dia ser contemplada por
nós mas não no curto prazo.

Existe uma grande preocupação com a estética de cada hotel?
Sim, preocupamo-nos com a decoração de cada hotel pois entendemos que um hotel de
charme tem de ser atractivo, as pessoas tem que se sentir cativadas pelo ambiente à sua volta.
Primamos pela singularidade em todos os nossos hotéis, todos têm algo que os destaca e
diferencia.

Quem são os vossos decoradores?
Um dos pontos da nossa estratégia passa pela escolha de decoradores portugueses com a
finalidade de criarem ambientes informais e exclusivos que tenham uma forte ligação à cidade.
No Heritage Av Liberdade a decoração esteve a cargo de Miguel Câncio Martins, no Hotel
Britania a decoradora Isabel Salema Garção, no Hotel Lisboa Plaza, As Janelas Verdes e Solar
Do Castelo os ambientes foram criados pelo Atelier Graça Viterbo.


Todos os vossos hotéis têm História, foi puro acaso…ou uma estratégia?
Existe uma estratégia desde início que passa pela escolha do edifício que tem que ser
histórico, a localização tem que ser no centro histórico da cidade, os decoradores têm que ser
portugueses e os ambientes têm que ser exclusivos e oferecer uma forte ligação à tradição e
vivencias da cidade.

Todos têm uma história para contar.

As Janelas Verdes é um hotel que está em funcionamento num palacete do século XVIII que
pertenceu à família Lourenço – Sabugosa. É sabido que o Conde de Sabugosa fez parte do
notório grupo de intelectuais “Os Vencidos da Vida”, ao qual Eça de Queiroz se juntou em
1889. Acredita-se que esta casa tenha sido inspiração para o famoso “Ramalhete” da obra
literária “Os Maias”. A presença do escritor do “Romantismo” Europeu, que aqui terá vivido, é
acarinhada em detalhes a serem descobertos numa estadia neste hotel de charme.

O Heritage Avenida da Liberdade foi reconstruído após o terramoto de 1755. Erguido em
propriedade da ilustre família dos Ericeiras, este edifício do século XVIII situa-se na esquina
do antigo “Passeio Público” – a Avenida da Liberdade – e o Largo da Anunciada, um dos locais
mais típicos da capital.

O Hotel Britania foi Inaugurado em tempo de guerra e tem um passado recheado de histórias.
Diplomatas estrangeiros, políticos e espiões cruzavam-se aqui com nomes da alta finança,
artistas e intelectuais. Palco de muitas noites brancas, de escândalos e conspirações, ficaram
célebres, na pacata Lisboa dos anos 40, as festas e as requintadas ceias servidas de madrugada
nos terraços do hotel.

O Hotel Lisboa Plaza foi inaugurado em 1954 e foi pensado para ser um lugar de distinção na
agitada vida lisboeta dos anos 50, conciliando modernidade e intimismo. Da autoria de Lucínio
Cruz, a traça original caracteriza-se por soluções cómodas e de engenho. Revitalizado por
Graça Viterbo, o Lisboa Plaza traz à ideia memórias das casas particulares.

O Solar do Castelo é o único hotel dentro da edificação medieval. Edifício do século XVIII, o
palacete ergue-se no lugar das antigas cozinhas do Paço das Alcáçovas. Arrasadas durante
o terramoto que devastou Lisboa, as oficinas gastronómicas da corte eram um chamariz
de trabalho e comércio. Uma vez reconstruído – pressupõe-se que em 1765, data inscrita
na fachada – o Palacete das Cozinhas tornou-se morada fidalga. Conservando a toponímia
atribuída por via da azáfama que ali tinha lugar.

Quais os preços praticados?
Os preços variam um pouco ao longo do ano, dependendo das unidades, oferecemos tarifas a
partir de € 120.

Consideram que o Pequeno-almoço tem um papel importante numa estadia. Como é
escolhida a ementa?
A pensar na comodidade dos nossos clientes, o pequeno-almoço buffet pode ser tomado até
ao meio dia na maior parte das nossas unidades, e o pequeno-almoço continental sem limite
de horário em todas as unidades.

Planos para o futuro?
Neste momento estamos concentrados na cidade de Lisboa. Como parte da nossa estratégia
gostaríamos de cobrir toda a zona histórica da cidade, também com a finalidade de diminuir
custos e ir buscar sinergias entre as unidades.

Gostaríamos de estar presentes noutras cidades, mas este será um projecto a mais longo
prazo. Quanto à internacionalização, não pomos de parte essa hipótese, mas pela nossa
filosofia teria sempre que ser com parceiros locais pois é essencial o cliente sentir a cidade
dentro do próprio hotel.

Visite os Hotéis Heritage Lisboa:
www.heritage.pt

Sobre o Autor

aMulher

aMulher

A equipa de aMulher.com

Deixe o Seu Comentário